20 de agosto de 2012


EM ATO INTER-RELIGIOSO, CRISTO REDENTOR RECEBE BANDEIRA OLÍMPICA

Bandeira símbolo dos Jogos Olímpicos em visita ao Cristo Redentor durante evento festivo neste domingo.

Um ato inter-religioso marcou a chegada da bandeira símbolo dos Jogos Olímpicos ao Cristo Redentor, neste domingo, 19. O arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, esteve presente no evento, que reuniu jovens com bandeiras de vários países que representavam a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada em julho de 2013 na capital carioca.

“Que a presença da bandeira olímpica no Rio de Janeiro nos leve a trabalhar pela paz e pela fraternidade, e diminua a violência na cidade”, pediu Dom Orani que, em seguida, abençoou todos com água benta.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, chegou com a bandeira por volta das 8h30 e participou do ato, realizado com preces de sete diferentes religiões. A Pastora Cristina, representante da Igreja Luterana, também pediu proteção: “Que o Cristo Redentor abençoe esta cidade, impeça a violência e promova a paz entre habitantes e visitantes.”

O diretor do Departamento Educacional da Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio, Sami Ahmed Isbelle, pregou a solidariedade. “Que o espírito olímpico seja colocado em prática, de não agressão, de paz, de fraternidade e de auxílio mútuo”, discursou.

“O Brasil abriga essa diversidade. Que o Criador nos dê mais sentimento de solidariedade, de respeito, e que afaste de nós o ódio. Axé!”, ressaltou o Babalaô Ivanir dos Santos, representando as religiões matrizes africanas.

A diretora do Diálogo Inter-religioso da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (Fierj), Diane Kuperman, finalizou as preces com bom humor: “Sobre os braços abertos do judeu mais famoso do mundo, e à sombra dos elos entrelaçados dessa bandeira olímpica, vamos rezar para que o mundo aprenda com o exemplo do Brasil”.

Padre Omar Raposo, do Santuário do Cristo Redentor, pediu que todos dessem as mãos, para mostrar unidade e que rezassem, cada um em sua crença. “Que essa oração chegue aos céus e que o Redentor nos fortaleça nessa missão de paz nos próximos anos. Mais do que nunca, a força do bom acolhimento do povo carioca se fará presente também nos Jogos Olímpicos. Os braços abertos do Redentor indicam essa vitalidade espiritual que existe em todo carioca.”

Após o evento, o prefeito Eduardo Paes também ressaltou a diversidade como uma das principais características do Rio. “A bandeira olímpica não podia deixa de vir nesse ícone da cidade, o Cristo Redentor, que é o Rio de braços abertos, da diversidade, de uma cidade sem preconceitos. O Cristo abençoou a bandeira olímpica nesse dia lindo, nessa cidade fantástica”, afirmou Paes.

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, ressaltou que o Brasil é um modelo de país que abriga diferentes religiões, etnias e culturas: “Essa união da diversidade que existe no Brasil é um exemplo para todo mundo”, afirmou. “Hoje é um dia de benção inter-religioso, onde todas as religiões estão unidas em prol do sucesso dos Jogos Olímpicos e da proteção aos atletas brasileiros e do mundo inteiro”, acrescentou. (CM)


Nenhum comentário:

Postar um comentário