3 de setembro de 2012

CARDEAL MARTINI SERÁ SEPULTADO NESTA SEGUNDA-FEIRA

O cardeal Carlo Maria Martini, falecido na tarde da sexta-feira na casa dos jesuítas em Gallarate, na província de Varese – norte da Itália –, aos 85 anos será sepultado hoje, 3 de setembro, na Catedral de Milão.  O Papa definiu-o "caro irmão" e "insigne pastor".

Desde o meio-dia deste sábado, o corpo do purpurado está sendo velado na Catedral de Milão. Acolhido com caloroso e prolongado aplauso, o corpo do Cardeal Martini permanecerá exposto para a última saudação dos fiéis, até esta segunda-feira, com a catedral milanesa permanecendo aberta também durante a noite numa longa vigília de oração e cantos. O corpo estará exposto ao público até o meio-dia desta segunda-feira. A missa exequial será celebrada às 16h locais.

Ao término das exéquias – da qual participará também o premier italiano Mario Monte –, o purpurado será sepultado na catedral milanesa, num túmulo colocado aos pés do altar da Cruz de São Carlos Borromeu.

O Cardeal Martini nasceu em Turim – noroeste da Itália – em 15 de fevereiro de 1927. Entrou na Companhia de Jesus com apenas 17 anos, tornou-se sacerdote aos 25 – em 13 de julho passado celebrou 60 anos de ordenação sacerdotal. Foi o primeiro reitor do Pontifício Instituto Bíblico e, depois, foi reitor da Pontifícia Universidade Gregoriana.
 João Paulo II nomeou-o arcebispo de Milão em 1979, estando à frente da arquidiocese até 2002. Insigne biblista, dentre as iniciativas mais importantes recordamos a criação, na arquidiocese, da "Escola da Palavra" para, com o método da Lectio divina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário