12 de outubro de 2012

MANTO DE NOSSA SENHORA DE NAZARÉ DO CÍRIO 2012 É APRESENTADO

Foto: William Serique

“E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida de sol, a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça”, e com essa citação de Apocalipse, cap.12, vers.1, foi concebido o manto de Nossa Senhora de Nazaré, apresentado nesta quinta-feira, 11, na Basílica Santuário, após a missa de abertura do Ano da Fé, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira. Um dos símbolos mais expressivos do Círio de Nazaré, a veste, é o que cobre a Imagem de Nossa Senhora durante todas as procissões da Festa Nazarena e que traz este ano um novo designer que é rico em detalhes e significados.
O Arcebispo, Dom Alberto Taveira, avalia o manto como um meio de evangelização. “Tudo que é belo serve para voltar a Deus. As pessoas expressam seu coração quando fazem uma obra de arte, e este manto é uma obra de arte. Quando vi o projeto foi que acreditei que é uma obra de catequese, uma inspiração na qual Nosso Senhor concedeu ao Carlos Amilcar”, conclui.
Participaram também da cerimônia, que já é tradição do Círio, o Bispo Auxiliar, Dom Teodoro Tavares, o Bispo Emérito, Dom Vicente Zico, os Padres Barnabitas que residem na paróquia de Nazaré, padres, seminaristas vindo de várias paróquias da Arquidiocese de Belém, membros da Diretoria da Festa de Nazaré, patrocinadores oficiais e apoiadores da Festa e aproximadamente 5 mil devotos marianos. O manto que a Imagem Peregrina usa nas procissões do Círio é um dos símbolos mais aguardados pelos fiéis, pois a roupa é confeccionada exclusivamente para o período da festividade.
Como de costume, o Diretor Coordenador do Círio, Kleber Vieira e sua esposa, Tânia Vieira, escolheram o estilista deste ano que é o responsável pelo desenho do manto, Carlos Amilcar.
Para Kleber Vieira, Diretor Coordenador da Festa, o manto superou as expectativas. “A mensagem evangelizadora é tão bela quanto o manto. Este momento é especial, emocionante. Estamos muito felizes por essa realização de mais um trabalho brilhante”, afirma.
Bordado todo em Veludo Alemão branco apresenta emblemas e aspectos da tradição católica, apostólica e romana, mediante a utilização de símbolos que buscam retratar, de forma visual, o tema indicado, com aplicações e pedrarias. Tem por base feixes de rosas vermelhas e lírios brancos entrelaçados, símbolos que valorizam a emblemática da tradição mariana, além de destacarem os aspectos locais da devoção à “Senhora da Berlinda” contidos na Basílica.
O estilista, Carlos Amilcar, fala da emoção que sentiu nesses 5 meses de confecção do manto. “Essa foi a obra mais importante que eu já fiz. É a primeira vez que eu faço o manto. Vejo a união muito importante de mãe e filho, fiel e igreja, onde o povo se vê retratado neste manto”, conta o estilista.
Todos os anos, o manto confeccionado é usado pela imagem desde o Traslado para Ananindeua (primeira procissão da Festividade), no dia 12 de outubro, até a última procissão – o Recírio, que este ano será no dia 29. Os detalhes artísticos sobre o manto são guardados a sete chaves pela Diretoria da Festa de Nazaré para que no dia da apresentação seja um momento especial.


Nenhum comentário:

Postar um comentário