11 de fevereiro de 2013

“A ARQUIDIOCESE DO RIO AGRADECE A DEUS PELA VIDA, PELO TRABALHO E PELA MISSÃO DE BENTO XVI”

“A Arquidiocese do Rio agradece a Deus pela vida, pelo trabalho e pela missão de Bento XVI”  / Arqrio

Logo após a apresentação da renúncia do Papa Bento XVI ao ministério como Bispo de Roma, sucessor de Pedro, na manhã desta segunda-feira, 11 de fevereiro, no Vaticano, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, concedeu uma entrevista coletiva à imprensa na Basílica Nossa Senhora de Lourdes, em Vila Isabel.

Nós tivemos várias vezes com o Santo Padre e quando falávamos sobre a Jornada Mundial da Juventude para o ano de 2015 ele nos dizia que estaria muito longe, distante, e o Papa já estaria muito idoso. Quando fechamos a data para o ano de 2013 Bento XVI disse: “o Papa irá a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Eu ou o meu sucessor”. (...) Isso já ocorreu quando a JMJ foi realizada em Colônia, na Alemanha, quando o Papa João Paulo II organizou tudo, mas quem participou e conduziu, inclusive, como sua primeira viagem apostólica foi Bento XVI. (...) Reafirmamos que o nosso trabalho continua e que a Jornada será realizada. Neste momento convido a todos a rezarem pelo Papa que tomou uma atitude muito corajosa, afirmou Dom Orani.

O Arcebispo do Rio falou também sobre a vinda do sucessor de Bento XVI durante a JMJ Rio2013 destacando que o Rio de Janeiro poderá ser uma das primeiras cidades visitadas pelo novo Pontífice.

Dúvida o tempo é curto, pois além de um líder religioso o Papa é um chefe de Estado, mas creio que vai depender de quem for eleito e não podemos adiantar nada. É costume é que o Papa continue a rotina do antecessor pelo menos é o que nós vemos sempre e caso isso aconteça seremos uma das primeiras cidades que o novo pontífice irá visitar, destacou Dom Orani.

Após a renúncia de Bento XVI, que será realizada oficialmente no dia 28 de fevereiro, às 20h de Roma (17h de Brasília), segundo anunciou o próprio pontífice em sua carta de renúncia, terá início a Sé Vacante tempo que transcorre entre o momento em que um papa morre ou renuncia até a escolha do sucessor –, e de acordo com o porta-voz do Vaticano, Padre Federico Lombardi, a Igreja Católica deve ter um novo Papa até a Páscoa, no próximo dia 31 de março.

Segundo a última lista do Vaticano, atualizada há duas semanas, há um total de 119 cardeais aptos a votar no conclave. Para poder participar da escolha do papa, o cardeal precisa ter menos de 80 anos e cinco cardeais brasileiros são candidatos a ocupar o posto: Dom Raymundo Damasceno, atual arcebispo de Aparecida e Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); Dom Cláudio Hummes, de 78 anos, Arcebispo Emérito de São Paulo; Dom Odilo Scherer, de 63 anos, atual Cardeal Arcebispo de São Paulo; Dom João Braz de Aviz, de  66 anos, que mora em Roma e é Prefeito das Congregações dos Religiosos em Roma; e Dom Geraldo Majella Agnelo, de 79 anos, atual Arcebispo Emérito de Salvador (BA).

O Papa Bento XVI continuará levando sua missão de outra maneira e a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro agradece a Deus pela sua vida, pelo seu trabalho e pela sua missão, e reza também pelo seu sucessor, ressaltou Dom Orani durante a coletiva.

* Fotos: Carlos Moioli 
* Fonte: Arquidiocese do Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário