15 de fevereiro de 2013

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2013 É LANÇADA EM NATAL

Momento contou com a participação do secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner;  presidente da Comissão Episcopal para a Juventude, da CNBB, Dom Eduardo Pinheiro, além de diversos bispos do Nordeste.

Cerca de duas mil pessoas, entre fiéis, grupos e caravanas jovens da capital e de diversas cidades do interior do estado e até de estados vizinhos, lotaram o Centro de Convenções, na Via Costeira de Natal, nesta sexta-feira (15), para o lançamento nacional da Campanha da Fraternidade – CF 2013, que tem como tema “Fraternidade e Juventude”. Um seminário marcou as comemorações alusivas ao jubileu da Campanha, que teve origem na Arquidiocese de Natal, na comunidade de Timbó, município de Nisia Floresta. A solenidade de lançamento contou com a participação do secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Leonardo Steiner, bem como, do presidente da Comissão Episcopal para a Juventude, da CNBB, e bispo auxiliar de Campo Grande (MS), Dom Eduardo Pinheiro, arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, além de diversos bispos do Regional Nordeste 2.

Em suas palavras, Dom Jaime ressaltou a importância de viver este período na Arquidiocese, destacando o papel da Campanha da Fraternidade para a Igreja. “Podemos destacar neste momento, a contribuição da Campanha da Fraternidade, como ação social e evangelizadora da Igreja. Vivemos com muito empenho e alegria, este momento em nossa Arquidiocese”, comemora.

Segundo o secretário geral da CNBB, a importância da CF se dá, principalmente, pelo objetivo social que desempenha. “Os temas das Campanhas nos trazem uma reflexão, promovendo uma discussão entre Igreja e sociedade. Além disso, hoje a campanha dispõe de subsídios que auxiliam nos debates nas escolas, e isso mostra a ação social que a CF desempenha”, pontua.

Para Dom Genival Saraiva, presidente do Regional Nordeste 2, da CNBB, e bispo diocesano de Palmares (PE), voltar às origens da Campanha da Fraternidade, remete ao trabalho pastoral que a Igreja Católica realiza. “Lembro a iniciativa de Dom Eugênio Sales, de investir nas ações sociais da Igreja, e os resultados dessa proposta, nós podemos observar ao longo do tempo, com diversos projetos que hoje a Igreja financia. Isso sem dúvida contribuiu para a ação evangelizadora da Igreja”, ressaltou.

Durante a solenidade de lançamento da CF, o vigário-geral da Arquidiocese de Natal, padre Edilson Nobre, leu uma carta enviada pelo núncio apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’aniello, em razão dos 50 anos da Campanha da Fraternidade. Na carta, Dom Giovanni ressaltou a importância de Dom Eugênio Sales, na difusão desta iniciativa, que contribuiu para a caminhada de solidariedade e de esperança da Igreja no Brasil. “Este é um momento celebrativo, e também, um momento de revisão da Campanha da Fraternidade, frisando a necessidade de um aprimoramento do conteúdo da Campanha, para que esta possa ser sempre mais um forte poder de evangelização”, frisou.

Ainda de acordo com a carta do núncio, a celebração adquiriu uma maior representatividade, considerando que a Igreja vive o Ano da Fé. “Como afirmou o Santo Padre, foi instituído para suscitar “em cada crente, o anseio de confessar a fé e com renovada convicção, com confiança e esperança” (Carta Apostólica Porta Fidei, 9)”, realçou.

Coletiva
Após o lançamento nacional da CF, Dom Leonardo Steiner e Dom Eduardo Pinheiro participaram de uma coletiva de imprensa, que contou com a participação de diversos veículos de comunicação da capital potiguar, interior do estado, e também, de outros estados brasileiros.

Durante suas palavras, Dom Eduardo destacou a importância de realizar uma Campanha que aborde o tema juventude, tendo em vista também, a preparação para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que vai ser realizada no Rio de Janeiro, no próximo mês de julho. “O contexto da Jornada, que acaba movimentando muitos jovens, provocou em nós, que o tema da Campanha deste ano, que atinge todas as comunidades, em todo o Brasil, refletisse sobre esse tema, que é tão atual, já que estamos vivendo a preparação para a JMJ”, destacou.

Palestras
A programação do seminário foi realizada durante todo o dia, e contou com a presença de diversos convidados, que abordaram aspectos históricos da Campanha da Fraternidade, além de mesa redonda sobre a realidade atual da juventude. Entre os convidados, o arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, o professor Otto Santana, que atuou no início da CF, e ainda, o missionário Dunga, da Canção Nova, que falou sobre o tema da Campanha deste ano “Fraternidade e Juventude”. O seminário encerrou com uma palestra do padre Fábio de Melo, que falou sobre o lema da CF 2013, que é “Eis-me aqui, envia-me”.

Fotos: Cacilda Medeiros
Momento do lançamento da CF2013, na abertura do Seminário
  
Dom Eduardo Pinheiro e Dom Leonardo Steiner, na coletiva de imprensa


 Fonte: Arquidiocese de Natal 

Nenhum comentário:

Postar um comentário