17 de março de 2013

EM SEU PRIMEIRO ANGELUS, PAPA FRANCISCO DESTACA A MISERICÓRDIA DE DEUS


O colorido das bandeiras na praça de São Pedro fez toda a diferença, neste domingo, 17, durante o primeiro Angelus dominical de Papa Francisco. Literalmente, um mar de gente formado por pessoas de várias nacionalidades, tomou conta da praça de São Pedro e dos arredores da basílica. Em seu primeiro discurso antes da oração mariana, o Pontífice fez um verdadeiro tratado sobre a Divina Misericórdia de Deus.

"Um pouco de misericórdia torna o mundo menos frio e mais justo", ressaltou o Santo Padre.

Em um tom irreverente, o Santo Padre explicou que, na escolha do nome Francisco, ele une-se espiritualmente ao povo de Roma, uma vez que, São Francisco de Assis, é um dos patronos da Itália. Voltando a falar sobre o amor de Deus para com todos, o Sumo Pontífice fez uma bela interpretação acerca do perdão de Deus.

"Deus nunca se cansa de perdoar-nos. O problema é que nos cansamos de pedir perdão", disse.

O padre argentino Jorge Jesus Lopes, um dos que acompanhou o Angelus de Papa Francisco neste domingo, teve a oportunidade de estar com ele algumas vezes em Buenos Aires. Para ele, um homem simples, mas que, ao mesmo tempo nunca abriu mão das diretrizes fundamentais da doutrina católica.

"Quando o governo quis ameaçar a família, ele foi contra e deu testemunho. Como argentino, sinto uma grande responsabilidade, pois preciso viver como ele vive", destacou.

Nos grandes eventos com o Papa, como sempre, é grande o número deperegrinos italianos. Ao contrário daquilo que muitas vezes se divulga, a aceitação dos italianos em relação ao Papa Francisco é grande. Mais uma demonstração que, o Papa, independente da proveniência, é de todos.

"O defino assim: simplicidade, um amor que transparece nos olhos. Damos as boas-vindas ao Santo Padre e o acompanhamos em oração. O Espírito Santo 'soprou' fortemente nos últimos dois pontificados dando-nos Bento XVI e agora, Papa Francisco", disse a italiana Roberta Giodice, que é de Roma.

Fonte: Canção Nova Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário