19 de março de 2013

PAPA FRANCISCO CELEBRA MISSA DE INICIO DO SEU MINISTÉRIO PETRINO


A cerimônia que marca o inicio do ministério petrino do Papa Francisco, nesta terça-feira, 19, no Vaticano, iniciou com a visita ao túmulo de São Pedro, sob o altar central da Basílica de São Pedro, onde o Pontífice rezou na companhia dos patriarcas das Igrejas orientais católicas. A procissão inicial da santa missão ao som da ladainha em latim deu inicio a celebração.

O Papa francisco recebeu das mãos do cardeal francês Jean-Louis Tauran, protodiácono do colégio cardinalício, o pálio petrino símbolo da missão como pastor da Igreja e em seguida o cardeal Angelo Sodano entregou o anel do pescador. Após este momento, seis cardeais cumprimentaram o Santo Padre em sinal no ato de obediência.

Os ritos próprios da solenidade de São José, patrono da Igreja universal, as leituras foram proclamadas em inglês, italiano e espanhol, destacando o Evangelho proclamado apenas em grego por um diácono do rito bizantino. A leitura em grego simboliza que a Igreja se constitui em tradições tanto orientais quanto ocidentais.

Em sua homilia destacou o que chamou de "conscidencia rica de significado" a inauguração do pontificado. "Agradeço ao Senhor por poder celebrar essa missa de início do ministério petrino na festa de São José" afirmou o Pontífice e saudou as delegações presentes. 

Destacou a missão de são José como guardião de Maria e Jesus.  "José é protetor porque sabe ouvir Deus, se deixa guiar por sua vontade e é mais sensível às pessoas confiadas a ele." afirmou Francisco.

"Nele, vemos como se responde à vocação de Deus, com disponibilidade, com prontidão. Temos também o centro da vocação cristã: Cristo. Acolhemos Cristo primeiro na nossa vida, para depois acolhermos os outros." falou o Papa a respeito do santo.


Francisco recordou a necessidade de cuidar dos pobres e da criação. O exemplo de são José é de guardião e assim pediu que o "responsáveis" que cuidassem do mais frágeis. "Peço a todos aqueles que ocupam papel de responsabilidade nos meios econômico, politico e social, a todos homens e mulheres de boa vontade, para que cuidem da criação. Do desenho de Deus na Natureza. Cuidem um do outro, do meio ambiente".


A respeito de sua missão como sucessor de Pedro, Francisco destacou que está no centro, tal como São José, ser uma presença silênciosa e discreta, guardar a fé e os irmãos. "Um Papa, para exercer o poder, (...) deve olhar seu serviço humilde, concreto e, como São José, abrir os braços para acolher todo o povo de Deus, com afeto e ternura. Principalmente os mais pobres".


No final de sua homilia, Francisco novamente pediu a oração do povo de Deus, invocando o santo de Assis e o auxilio do Espírito Santo.
"Peço a intenção de São Francisco para que o Espirito Santo acompanhe meu ministério e a todos vocês, peço que rezem por mim", finalizou o Pontifice. (Jefferson Souza)

Da redação do Portal Ecclesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário