30 de abril de 2013

MENSAGEM DA CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL PARA O DIA DO TRABALHADOR

PÁGINA 2Em comemoração ao Dia do Trabalhador, nesta quarta-feira, 01 de maio, a CNBB manifesta através de uma nota “o seu apoio aos que pelo trabalho contribuem na construção de um mundo melhor”. Leia a íntegra da nota.








Mensagem da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
para o Dia do Trabalhador

Meu Pai trabalha sempre, e eu também trabalho (Jo, 5,17)

Ao celebrar o dia do Trabalhador e da Trabalhadora, a CNBB manifesta seu apoio aos que pelo trabalho contribuem na construção de um mundo melhor. O trabalho tem uma dimensão que vai além da produção de riquezas. É o processo de humanização da pessoa e do mundo. Ele “comporta em si uma marca particular do homem e da humanidade, a marca de uma pessoa que atua numa comunidade de pessoas; e uma tal marca determina a qualificação interior do  próprio trabalho e, em certo sentido, constitui a sua própria natureza” (Laborem Exercens 1).

Saudamos com alegria especial os empregados domésticos que, após grande esforço, têm reconhecidos pelo Congresso Nacional seus direitos, no mesmo regime de outros ramos de atividade, com a aprovação da PEC 66/12. Esta vitória implica agora a necessidade de vigilância para que o preceito legal seja cumprido integralmente.

Causa-nos preocupação o grande número de pessoas em situação de trabalho análoga à escravidão, nas atividades rurais e urbanas, especialmente migrantes e imigrantes.  Esta violação à dignidade humana precisa ser coibida e punida com severidade. Um sistema produtivo que desconsidera a centralidade da pessoa, priorizando o lucro e o acúmulo de bens, peca contra a dignidade humana.  Reiteramos o apelo ao Estado brasileiro para que se comprometa efetivamente na defesa e proteção das pessoas vitimadas e também dos que combatem este mal, e que crie políticas públicas que ataquem os fatores geradores: a miséria e a impunidade.

Neste ano em que a Campanha da Fraternidade tratou do tema da Juventude lembramos as condições ainda difíceis pelas quais passa a maioria dos nossos jovens em relação ao trabalho: desemprego, baixa renumeração, condições de trabalho precárias, informalidade, necessidade de conciliar estudos e trabalho e a alta taxa de rotatividade. A sociedade tem a missão de dar à juventude as condições para o pleno desenvolvimento dos seus dons e potencialidades, incluído o que se refere à atividade produtiva. É importante aprofundar a política governamental de incentivo ao primeiro emprego para os jovens.

Lembramos à classe trabalhadora a importância da atenção para a preservação dos seus direitos, garantidos constitucionalmente, especialmente a seguridade social. Os constantes processos de desonerações do chamado setor produtivo, operados pelo governo, não podem implicar em perdas para os trabalhadores e trabalhadoras.

A CNBB convida a todos os trabalhadores e trabalhadoras a continuarem colaborando no aperfeiçoamento da obra da criação, na busca de relações justas e solidárias no mundo do trabalho e na sociedade.
Que São José Operário acompanhe e proteja a todas as famílias trabalhadoras do Brasil.

Brasília-DF, 1º de maio de 2013

Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida
Presidente da CNBB

Dom José Belisário da Silva
Arcebispo de São Luís do Maranhão
Vice-Presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário Geral da CNBB

Fonte: CNBB

VATICANO PREPARA-SE PARA RETORNO DE BENTO XVI

 
O porta - voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, confirmou que Bento XVI retorna ao Vaticano provavelmente em torno das 16hs, hora local, do dia 02 de maio. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 29, padre Lombardi afirmou que todos estão se preparando para a ocasião.

Passado meses na residência de verão de Castel Gandolfo, as obras de adaptacão de mosteriro Mater Ecclesiae está em fase final e todo está quase pronto para receber o Papa emérito de volta ao Vaticano.

Com ele também retornam membros consagrados do Comunhão e Libertação, que ajudam a Bento XVI com as tarefas domésticas e seu secretário particular, dom Georg Gaenswein que continua executando as tarefas de Prefeito da Casa Pontifícia.
Bento XVI teve a companhia de seu irmão, padre Georg Ratzinger, único parente vivo do Papa emérito. É provável que este não o acompanhe no Vaticano.  
Após a renúncia em 28 de fevereiro de 2013, o Papa emérito deslocou-se para a residência pontifícia, de onde acompanhou o conclave e a eleição de seu sucessor, o Papa Francisco. (Jefferson Souza)

Da redação do Portal Ecclesia.

27 de abril de 2013

PASCOM DE NOVA CRUZ PROMOVE CONCURSO FOTOGRÁFICO

Pastoral da Comunicação da Paróquia da Imaculada Conceição, de Nova Cruz, promove o primeiro concurso fotográfico, em comemoração ao Dia Mundial das Comunicações Sociais e Dia das Mães, com o tema "A melhor qualidade da minha...". As inscrições seguem até o dia 7 de maio, sendo abertas apenas para fotógrafos amadores e residentes no território da paroquial. O processo está sendo feito pelo site da paróquia: www.paroquiadenovacruz.com e também pelo blog www.pascomnovacruzrn.blogspot.com.

O resultado vai ser divulgado no dia 12 de maio, após a celebração eucarística, na Igreja matriz e serão premiadas as três melhores fotografias. Antes, no dia 11, a Pascom vai reunir a imprensa local para um estudo e reflexão da mensagem do Papa emérito Bento XVI, para o DMCS, que este ano aborda o tema "Redes Sociais: portais de verdade e de fé, novos espaços de evangelização". O encontro vai acontecer no salão paroquial São Sebastião.

BISPOS CRIAM REGIONAL NORTE 3 DA CNBB

 
A 51ª Assembleia Geral Ordinária da CNBB, em Aparecida (SP), aprovou em votação secreta, no dia 17 de abril, a criação do seu 18º Regional que corresponde ao território do Estado do Tocantins e parte de Goiás.

O Regional Norte 3 da CNBB é composto pela arquidiocese de Palmas, dioceses de Porto Nacional, Tocantinópolis e Miracema e pela prelazia de Cristalândia. Possui 178 paróquias, 183 padres diocesanos, 30 religiosos, 33 diáconos permanentes, 101 religiosas, 15 comunidades de Vidas e centenas de leigos e leigas, membros das pastorais, dos movimentos, dos organismos e dos serviços eclesiais. Possui ainda um Seminário com 45 seminaristas, de Filosofia e de Teologia, e um Tribunal Eclesiástico.

Dom Pedro Brito Guimarães, arcebispo de Palmas (TO) e um dos responsáveis pela proposta esclarece que, “um Regional não é uma super diocese, mas uma instância de colegialidade e de colaboração pastoral. Não possui uma estrutura de poder e sim a de organismo vivo de comunhão e de serviço pastoral. A missão de um Regional é o cuidado pastoral de uma determinada região, através da interajuda missionária entre os bispos das dioceses, de modo que o povo esteja mais próximo da Igreja e a Igreja mais próxima do povo”, explica

O território do novo Regional é constituído pelo Estado do Tocantins, com a extensão de 277.620,858 Km², e formado por 139 municípios do Tocantins e mais sete municípios do Estado de Goiás, totalizando uma população de aproximadamente 1.500.453 habitantes.

Os motivos que levaram os bispos do Centro Oeste (Goiás, Distrito Federal e Tocantins) a solicitar a criação do Regional Norte 3 foram as distâncias físicas, geográficas e pastorais entre Palmas, Goiânia (1.520 km) e Brasília (1.247 km), o que tornava onerosa as reuniões e encontros de formação inviabilizando a participação, sobretudo dos leigos. Outro motivo é a necessidade de setorização para diminuir as distâncias e aumentar a presença nas periferias e pastorais.

Com isso os bispos esperam intensificar a colegialidade, a ajuda recíproca e solidária, bem como a corresponsabilidade missionária entre suas Igrejas, conforme destaca dom Pedro Brito. “Nascido com a vocação de ser pequeno e pobre, o Regional Norte 3 se regerá pela ótica da leveza institucional com estruturas simples, enxuta e mínima, para o seu funcionamento, e se manterá economicamente pelas receitas oriundas das contribuições das dioceses componentes”.
 
 
Fonte: POM

25 de abril de 2013

ARQUIDIOCESE E GRECOM LANÇAM AUTOBIOGRAFIA DO MONSENHOR EXPEDITO

A Arquidiocese de Natal e o Grupo de Estudos da Complexidade – GRECOM, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte lançam a segunda edição do livro “Pelos Caminhos do Potengi”, uma autobiografia do Monsenhor Expedito Sobral de Medeiros. O lançamento acontece na próxima sexta-feira, 26, às 19 horas, no auditório da Casa da Indústria, da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte, localizada na Av. Senador Salgado Filho, 2860, no bairro de Lagoa Nova, Natal.

Na ocasião, acontecerá uma mesa redonda, com o tema “Os ensinamentos do Profeta das Águas”, em homenagem ao Monsenhor Expedito, que foi pároco de São Paulo do Potengi por cerca de 50 anos e faleceu em 16 de janeiro de 2000.  O Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha; a Dra. Maria da Conceição Xavier de Almeida, coordenadora do GRECOM da UFRN; e o Prof. Manuel Carlos Chaparro, da Universidade de São Paulo, serão os debatedores da Mesa.

Capa do Livro "Pelos Caminhos do Potengi"
 Fonte: Arquidiocese de Natal

24 de abril de 2013

Capela Passa Por Reforma



A Capela de Nossa Senhora dos Navegantes da comunidade de Enxú-Queimado, esta passando por uma reforma, apedido da comunidade o Pe.Ivanilson Alexandrino junto aos devotos de Nossa Senhora, resolveu fazer uma grande reforma na capela para que realmente seja digna de um templo de Oração a Deus pela Fé dos seus filhos. A mesma contou com uma grande ajuda da Empresa SERVENG, que esta instalada na comunidade, também conta com a ajuda dos fies. Se você estiver interessado em ajudar procure o nosso Administrador o Pe.Ivanilson Alexandrino.





23 de abril de 2013

MÉDICOS DO VATICANO APROVAM O SEGUNDO MILAGRE DE JOÃO PAULO II


O processo de canonização do Papa João Paulo II está procedendo a passos largos e já se fala que ele poderá ser proclamado santo no próximo mês de outubro. Na semana passada, a consulta dos médicos da Congregação das Causas dos Santos reconheceu como inexplicável uma cura de uma mulher atribuída ao bem-aventurado João Paulo II.

O possível milagre deverá ser aprovado também pela comissão de teólogos e cardeais, levando o Papa polonês a ser reconhecido santo em tempo recorde, em apenas oito anos desde sua morte.

O processo é realizado em discrição. Em janeiro deste ano, o postulador da causa, monsenhor Slawomir Oder, apresentou para um parecer preliminar uma cura milagrosa à Congregação vaticana dos Santos. Dois médicos da consulta vaticana examinaram previamente este novo caso, dando ambos um parecer favorável. Então toda a prática foi apresentada oficialmente ao dicastério, que o inseriu imediatamente na agenda dos trabalhos.

Na semana passada, houve debate de uma comissão de sete médicos e o parecer foi favorável. É evidente a vontade da Congregação para as Causas dos Santos, que tem o aval também de Papa Francisco, em terminar todo o processo com a canonização do Papa polonês.

Em maio, será realizada a congregação dos teólogos e dos cardeais da Congregação para as Causas dos santos e, em junho, o consistório ordinário com a aprovação do Papa.

Fonte: Canção Nova Notícias

ARQUIDIOCESE DE NATAL FARÁ LANÇAMENTO DO LIVRO DO MONSENHOR EXPEDITO

A Arquidiocese de Natal fará Painel de comemoração dos 50 anos do Vaticano II e centenário de Otto de Brito Guerra, também do lançamento do livro do Monsenhor Expedito Sobral de Medeiros, intitulado “PELOS CAMINHOS DO POTENGI”.

O evento está marcado para ser realizado:
Dia 26 de abril de 2013 (sexta-feira), às 09:00 horas
Local: Auditório da FIERN-casa da indústria
Endereço: Av. Senador Salgado Filho, 2860, Lagoa Nova, Natal/RN


19 de abril de 2013

RIO CELEBRA OS 4 ANOS DE DOM ORANI À FRENTE DO GOVERNO ARQUIDIOCESANO

Dom Orani Eucaristia / Arqrio 

Nesta sexta-feira, 19 de abril, o Rio de Janeiro recorda a mesma data em 2009, quando Dom Orani João Tempesta tomou posse como Arcebispo Metropolitano. São quatro anos de pastoreio, que enchem o coração dos cariocas de reconhecimento por tanta dedicação. Toda essa alegria será apresentada a Deus no próximo sábado, 20, durante missa em ação de graças na Capela Santo Antônio, em Guaratiba. Os fiéis são convidados a participar presencialmente ou pela transmissão ao vivo, feita pela Rede Vida e pela WebTV Redentor a partir das 9h, deste grande momento de louvor ao Senhor pelo ministério de seu pastor.

Simples, informal, voltado para a comunicação e verdadeiramente preocupado com o bem de todos são características que compõem e descrevem bem o perfil deste Arcebispo. Mas tal definição talvez ainda seja bastante restrita, se for levada em consideração sua disponibilidade e abertura a todos e o seu ser de missionário incansável, que comporta o indivíduo político que uma autoridade precisa ser, sim, mas, sobretudo, o cristão empenhado na implantação do Reino de Deus.

Hoje, há quatro anos na Cidade Maravilhosa, o Pastor desta Arquidiocese continua a levar à frente sua missão episcopal, com muita energia e disposição, num empenho constante por conhecer cada vez mais as múltiplas realidades do Rio de Janeiro, para melhor servir à Igreja e ao povo a ele confiado. E se dedica à sua vocação de acolher e preparar a juventude carioca para bem receber e evangelizar jovens de todos os continentes que, em julho, estarão por todo o estado na expectativa e na vivência do encontro com o Papa Francisco e com irmãos de todas as nacionalidades, durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013).  Quero estar ao lado de cada um de vocês, com minhas palavras e orações, sacrifícios e trabalhos (...)Dedico estas palavras especialmente a vocês, presente e futuro da Igreja e da humanidade. O entusiasmo e alegria que lhes caracterizam são espelhos da beleza de Deus. A eternidade é a nossa vocação, e vocês são reflexos de que é possível viver plenamente, pois não há nada que nos mantenha mais jovens do que a graça e a amizade com Deus, disse o Arcebispo em uma de suas mensagens dedicadas à juventude.


A chegada ao Rio

Foi em 2009 que Dom Orani foi surpreendido pela notícia de que havia sido eleito pelo então Papa Bento XVI como sétimo Arcebispo Metropolitano do Rio de Janeiro, a segunda maior Arquidiocese do País, onde tomou posse no dia 19 de abril do mesmo ano. 

O novo Arcebispo — que chegou ao Rio como aquele que veio para servir, para aprender e para conhecer o seu povo — afirmou, em seu primeiro pronunciamento oficial, que mais do que o Bispo tomar posse da Igreja, eram os fiéis que tomavam posse do Bispo. E, em seu pastoreio, assim tem buscado viver as alegrias e também os desafios desta missão que assumiu.

Venho como cristão, discípulo de Jesus Cristo, escolhido como Apóstolo para anunciar o Reino de Deus a todos. Venho como cristão que sabe que toda Terra é sua pátria e não se sente estrangeiro em nenhum lugar, mas, por outro lado, sabe que é sempre aquele que caminha para a pátria definitiva, não se esquecendo de que aqui o tempo é fugaz! - disse Dom Orani ao iniciar o seu discurso de posse.

temp_titleDom_Orani_Daqui_a_100_dias_15042013151320 

Nascido em São José do Rio Pardo, em São Paulo, Dom Orani fez a profissão perpétua como membro da Ordem Cisterciense em 1969. Sua ordenação sacerdotal, em 1974, foi apenas o início de uma caminhada a serviço do Reino de Deus, que o preparava para o episcopado, assumido em 25 de abril de 1997, e para a linda missão de ser o Arcebispo da JMJ Rio2013.

Arcebispo da JMJ Rio2013

Fonte: ARQRIO 

BISPOS BRASILEIROS CONDUZEM CRUZ DA JMJ E ÍCONE DE NOSSA SENHORA


O encerramento das atividades da 51ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil certamente foi único e especial. A missa desta sexta-feira, 19 de abril, teve a presença dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude, conduzida na procissão de entrada pelos assessores da CNBB e, ao final, jovens de Aparecida e os bispos conduziram a cruz e o ícone de Nossa Senhora até o Centro de Eventos Padre Vitor Coelho, local da Assembleia.

Durante a homilia, o presidente da CNBB e arcebispo de Aparecida, cardeal Raymundo Damasceno, destacou a presença dos símbolos nesta que é a última diocese antes de serem repassados ao estado do Rio de Janeiro. No estado fluminense, a primeira diocese a receber será Volta Redonda, no próximo domingo, 21.

Os símbolos permanecem até o fim da Assembleia, que acontece desde o dia 10 de abril, no Santuário Nacional de Aparecida. Após o encontro dos bispos, cruz e ícone permanecerão em Aparecida para o início do Bote Fé e Hallel Internacional, na noite desta sexta.

Fonte: Jovens Conectados

DOCUMENTO FINAL DA ASSEMBLEIA SERÁ ENCAMINHADO PARA AS PARÓQUIAS

IMG_6458-001
Nesta quinta-feira (18) penúltimo dia da 51ª Assembleia Geral dos Bispos em Aparecida (SP) as discussões em torno do tema central ‘Comunidade de Comunidades: uma nova paróquia’ chega aos últimos encaminhamentos.

Os bispos já discutiram diversas questões de importância para a Igreja no Brasil e pontuaram diversos encaminhamentos para que um dos grandes apelos da Conferência de Aparecida, uma Igreja em estado permanente de missão, possa ser mais bem trabalhado nas paróquias brasileiras.

Na coletiva desta véspera de encerramento da assembleia os entrevistados foram os bispos, dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém do Pará, dom Walmor de Oliveira Azevedo, arcebispo de Belo Horizonte, dom Sérgio Castriani, arcebispo de Manaus (AM), presidente da comissão responsável pelo texto-base do tema central da assembleia.
Nas falas individuais os bispos falaram especificamente sobre o tema central. O documento final da assembleia será enviado às paróquias e grupos, destacou dom Sergio Castriani em seu pronunciamento.

“A grande novidade é que o texto foi aprovado como texto de estudos e será enviado a todas as comunidades, paróquias, regionais para que haja um grande movimento de participação de todos neste tema”.

Sobre o conteúdo do documento, dom Sérgio disse que a análise da realidade gera discussões complexas.

IMG_6450‘Existem luzes e sombras, alegrias e preocupações, há muita coisa boa acontecendo, mas há muita coisa que impede a renovação das paróquias e há um esforço todo de compreender o mundo em que vivemos numa atitude de diálogo, identificando alegrias, esperanças, angústias e tristezas”.

Dom Sergio observou que muitas paróquias já estão vivenciando esse desejo de renovação, que desperta o serviço dos ministérios leigos, o empenho em atrair os afastados, especialmente, os católicos que vivem à margem da vida da Igreja.

“O empenho todo deste ano será de envolver na reflexão todas as comunidades do Brasil nessa reflexão profunda e intensa sobre a paróquia instituição que evangeliza, que é missionária e que é servidora da vida”, pontuou o bispo.

Dom Alberto Taveira afirmou que o tema central da assembleia serviu para recuperar os documentos da Conferência de Aparecida.

Dom Alberto citou a carta que o Papa Francisco enviou aos bispos da Argentina, destacando que o rumo a ser seguido pela Igreja presente na América Latina é justamente o trabalho a partir dos elementos da conferência, o que segundo o bispo está muito presente no documento final da assembleia.

“Percebi uma sintonia muito forte entre aquilo que nós estamos realizando, que esse texto que foi oferecido e que será aprofundado a partir de agora, corresponde à perspectiva que foi oferecida pelo Documento de Aparecida. A meu ver aqui está a chamada conversão pastoral. De caminhar para comunidades mais próximas e mais adequadas para o contato com as pessoas umas com as outras, comunidades menores que constituam a paróquia”.

IMG_6455O arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor, também enfatizou o objetivo do documento, de sair de uma paróquia autocentrada para uma paróquia mais missionária.
“Ao tratarmos de paróquia e de comunidades estamos abrindo ou alargando o horizonte, no sentido de uma presença mais qualificada e mais adequada na vida das pessoas. O tema central oportuniza a todos nós como Igreja a revisão de uma estrutura secular, ou de uma dinâmica evangelizadora secular, fazendo-nos constatar a necessidade de muitas modificações”.

Dom Walmor destacou também que a paróquia “não é apenas uma estrutura burocrática, mas um lugar da vivência da fé, do diálogo, do cuidado com a vida e do anúncio ao mundo do Evangelho de Jesus Cristo”.

Hoje aconteceu durante o plenário da assembleia o lançamento da nova versão do Catecismo da Igreja Católica, edição que foi atualizada depois de 20 anos, a apresentação de projetos da Comissão Pastoral para a Comunicação, entre eles, o 8º Mutirão Brasileiro de Comunicação e o Curso de Comunicação para Bispos que deve acontecer em Recife (PE), a prestação de contas do Fundo Nacional de Solidariedade de 2012 e da Campanha para a Evangelização, a continuidade de uma reflexão sobre a comissão de bispos eméritos e as comunicações de diversos organismos da CNBB.

Fonte: A12.com