12 de junho de 2013

FRANCISCO PEDE PROVIDÊNCIAS NO DIA MUNDIAL DE COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

Ao final da Audiência Geral desta quarta-feira (12), na Praça São Pedro, o Papa Francisco fez um apelo por ocasião do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado hoje.
papa250O Pontífice fez uma referência especial à exploração das crianças no trabalho doméstico, definindo-o como “deplorável” fenômeno em crescimento constante, especialmente nos países pobres.

“São milhões os menores, principalmente crianças, vítimas dessa forma disfarçada de exploração que comporta também muitos abusos, maus-tratos e discriminações. Desejo vivamente que a comunidade internacional possa promover providências ainda mais eficazes para enfrentar essa autêntica chaga. Trata-se de uma verdadeira escravidão. Todas as crianças devem poder brincar, estudar, rezar e crescer, nas próprias famílias, em um contexto harmônico de amor e de serenidade. É um direito deles e um dever nosso. Uma infância serena permite às crianças olhar com confiança para a vida e para o amanhã. Ai de quem sufoca neles o deslanchar alegre da esperança!”

Brasil – A coordenadora nacional da Pastoral do Menor, Maria das Graças Fonseca Cruz, demonstrou preocupação com a exploração de mão-de-obra infantil.

Em entrevista ao Programa Brasileiro, da Rádio Vaticano, ela falou sobre os avanços no país, mas reforçou que “ainda não podemos cantar vitória, principalmente no que se refere ao trabalho infantil doméstico”.

Segundo os últimos dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), 150 milhões de crianças, entre 5 e 14 anos, são submetidas a horário de trabalho prolongado, sem nenhum direito garantido, na lavoura, na indústria e carregando peso.

Foto: Rádio Vaticano

Nenhum comentário:

Postar um comentário