21 de abril de 2014

Pe. Francisco Lima deixa a Paróquia de São Pedro Apóstolo em Várzea/RN

GEDSC DIGITAL CAMERANo sábado de Aleluia, 19, o Padre Francisco Rodrigues Lima, atual administrador da Paróquia de São Pedro Apóstolo em Várzea, agreste do Rio Grande do Norte, anunciou oficialmente aos seus paroquianos que deixará a paróquia no próximo dia 27 de abril, o mesmo foi nomeado capelão dos hospitais de Natal.

A celebração de despedida do padre Francisco na paróquia será dia 27 de abril onde na ocasião celebrará seu natalício antecipado que seria dia 4 de maio.

Na Igreja de São Pedro, padre Francisco anunciou oficialmente que o novo pároco da Paróquia de São Pedro Apóstolo – Várzea e Jundiá -, será o Padre Raul Clepson de Macêdo, de acordo com o site da Arquidiocese de Natal o padre tem 37 anos e o atual vigário paroquial de Santana, do bairro Soledade 2, Natal.

Em sua página na rede social, o padre Francisco deixou sua mensagem de despedida ”Peço que todos acolham o Pe. Raul Clepson de Macedo que pela segunda vez me sucederá. Saio em paz e muito feliz com a missão cumprida. Nossa Senhora da Saúde intercedei por nós.” disse o padre.

20 de abril de 2014

Fiéis lotam Igreja Matriz na solenidade da Vigília Pascal



Neste Sábado Santo, 19, dezenas de fiéis lotaram a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazaré para participarem da Solenidade da Vigília Pascal, o sábado de aleluia.

É de costume a Igreja celebrar nas últimas horas do Sábado Santo e nas primeiras de Domingo de Páscoa o principal e mais antigo momento do ano litúrgico, a Vigília Pascal, assinalando a ressurreição de Jesus.

Esta é uma celebração mais longa do que a habitual, em que são proclamadas mais leituras da Bíblia, percorrendo um caminho que conta a história de Salvação do povo de Deus, que se inicia com a criação do mundo, e prossegue até a nova criação realizada com a Ressurreição de Jesus.

A vigília pascal é dividida em quatro partes, começa com o ritual do fogo fora do templo à benção do círio pascal e do fogo marcam a primeira parte chamada de celebração da luz, seguindo com a liturgia da palavra, liturgia batismal onde os fiéis presentes são convidados a renovarem a promessas feitas no dia do batismo e por fim a liturgia eucarística.

O ‘aleluia’, suprimido no tempo da Quaresma, volta em vários momentos da Missa como sinal de alegria pela vitória do Cristo sobre a morte.