27 de agosto de 2014

Santo Padre Alerta aos Paroquianos o Cuidado com as Fofocas

Santo Padre alertou sobre os pecados contra a unidade, a exemplo das fofocas nas paróquias



Na catequese desta quarta-feira, 27, na Praça São Pedro, Papa Francisco retomou o ciclo de catequeses sobre a Igreja. Ele refletiu sobre a unidade e a santidade da Igreja, destacando que a divisão é um dos pecados mais graves em uma comunidade cristã.

A unidade e a santidade na Igreja são frutos de Deus, e não da obra humana, disse o Papa. Porém, ao mesmo tempo em que a Igreja é santa por ser fundada em Jesus Cristo e animada pelo seu Espírito, ela é composta por pecadores, com suas fragilidades e misérias.

“Então, esta fé que professamos nos impele à conversão, a ter a coragem de viver cotidianamente a unidade e a santidade, e se nós não somos unidos, se não somos santos, é porque não somos fiéis a Jesus”.

Embora o desejo de Cristo seja que “todos sejam um só”, Francisco advertiu que há muitos pecados contra a unidade. Ele se referiu não somente aos cismas, mas aos chamados “pecados paroquiais”, a exemplo da fofoca.

“Às vezes, de fato, as nossas paróquias, chamadas a serem lugar de partilha e comunhão, são tristemente marcadas por inveja, ciúmes, antipatia…. E as fofocas são acessíveis a todos. Como se fofoca nas paróquias! Isto não é bom (…) esta não é a Igreja. Isto acontece quando almejamos os primeiros lugares; quando nos colocamos no centro”.

Olhando para a história da Igreja, o Papa recordou que já houve muitas divisões entre os cristãos e ainda agora essa é uma realidade. Mas isso não é cristão, disse Francisco, defendendo a unidade entre todos os cristãos, que é a vontade de Jesus.

“Em uma comunidade cristã, a divisão é um dos pecados mais graves, porque a torna sinal não da obra de Deus, mas da obra do diabo, que é por definição aquele que separa, que arruína as relações, que insinua preconceitos”.

Francisco convidou os fiéis a fazerem um exame de consciência e a pedirem perdão por todas as vezes em que causaram divisões ou incompreensões. “Façamos ressoar no nosso coração estas palavras de Jesus: ‘Bem aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus’ (Mt 5, 9).

Nenhum comentário:

Postar um comentário